Luciana Palma | PRÉ E PÓS-OPERATÓRIO
324
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-324,page-child,parent-pageid-390,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
 

PRÉ E PÓS-OPERATÓRIO

DICAS PARA O PRÉ E PÓS-OPERATÓRIO

Planejar uma cirurgia plástica é tão importante quanto à decisão de fazer a plástica adotando a técnica mais adequada. Condições clínicas como pressão alta, diabetes e doenças crônicas não impedem a cirurgia, mas devem ter um controle rigoroso. Por isso o melhor pré-operatório é uma conversa franca com o médico! É necessário colher todas as informações sobre o procedimento, restrições, limitações e cada etapa da operação a ser realizada e sobre o pós-operatório. E não deixe de comunicar ao cirurgião plástico qualquer tipo de sintoma que possa parecer estranho ou não tenha sido descrito pelo especialista durante as consultas preliminares. Não omita informações importantes como a ingestão de algum medicamento alternativo, de bebidas alcoólicas ou mesmo de outras substâncias. O paciente deve ser submetido a uma série de exames que atestarão as condições de saúde. E na cirurgia plástica não é diferente. Avaliação cardiológica, hemograma completo, exame de urina, entre outros, são exames que dão suporte para a realização de um ato cirúrgico. E entre uma cirurgia e outra, é necessário respeitar o tempo de recuperação para evitar complicações e impedir que o paciente tome uma atitude precipitada outenho arrependimento. A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica não incentiva o médico a realizardiversas cirurgias plásticas, no mesmo paciente, sem respeitar os limites médicos. O médico brasileiro é muito conhecido mundialmente em Cirurgia Plástica. Esse prestígio se deve ainda pelo bom senso ao limitar a quantidade de procedimentos dentro da Cirurgia Plástica no mesmo paciente, em pouco tempo. Vamos a algumas recomendações!

• O calor pode aumentar o inchaço e afetar o pós-operatório. Mantenha-se em ambiente com ar-condicionado ou mesmo ventilador. O ambiente de repouso ventilado garante o seu maior conforto.

• Controle a ingestão de sal, que favorece a retenção de líquidos. Os inchaços desaparecerão mais depressa senão houver a retenção de líquidos.

• Nos primeiros dias após um lifting facial, não mexa de forma exagerada a musculatura da face. E não é recomendável comer alimentos sólidos que exijam muita mastigação, porque é um exercício que força toda a área operada.

• Para diminuir o inchaço do rosto, dez dias após a cirurgia é recomendável realizar sessões de drenagem linfática. Esse tratamento ajuda a pele a retornar mais rapidamente ao seu estado natural.

• Para quem colocou próteses de silicone nos seios, usar um sutiã liso durante os primeiros cinco dias, ajuda a deixar os seios menos sensíveis, e vai facilitar para dormir a noite.

• Após uma lipoaspiração, evite permanecer sentado o tempo inteiro e não use calcinhas com as laterais muito finas. Isso evitará a formação de dobras como sulcos na região operada.

• Dormir com travesseiro alto durante as primeiras semanas após uma rinoplastia (operação de nariz) ajuda a aliviar o desconforto e ainda a reduzir o inchaço do nariz.

• Analgésicos e antiinflamatórios podem ser receitados pelo médico para minimizar desconfortos. Não fuja da dosagem prescrita pelo profissional e os horários de ingestão recomendados.

• Compressas simples de gaze, com cubinhos de gelo feitos com soro fisiológico, durante as primeiras 48 horas após a realização de uma blefaroplastia (cirurgia de pálpebras), são benéficas para diminuir edema provocado pela operação.

• Quem fizer abdominoplastia ao deitar, prefira fazer de barriga para cima e sempre flexionando o joelho. Dormir de lado ou de bruços, está proibido no pós-operatório. O banho fica liberado 48 horas após a operação.

• Organize-se na rotina da casa ou do trabalho, antes da operação. No pós-operatório, você e seu corpo devem ser a prioridade. Depois que receber alta, prepare-se para admirar o novo visual.

• A cirurgia plástica não é um procedimento de emergência, com raras exceções. Por isso, médicos recomendam que o paciente não tenha pressa. A programação da agenda é fundamental. A pessoa tem que estar tranquila e com tempo para se dedicar ao procedimento.

• Se submeter a uma cirurgia e não mudar os hábitos e engordar após a cirurgia vai contra todo o propósito de remodelar a forma física. É fundamental manter os exercícios físicos em dia.

• O paciente deve fazer um regime prévio, adotando uma dieta balanceada. Poderá diminuir a quantidade de gordura da região a ser aspirada, já que a lipoaspiração não é um procedimento que vise um emagrecimento, mas a melhora do contorno corporal. A região que foi lipoaspirada melhora o contorno corporal, por isso, se houver um aumento de peso pequeno ou moderado, não terá perda do resultado. Mas, se houver um aumento significativo de peso, as células de gordura restantes que não foram aspiradas, começam a armazenar os excessos. Se estiver com mais de sete quilos acima do peso ideal para o seu tipo físico, a técnica poderá não trazer resultados.

• A lipoaspiração deve ser complementada com exercícios localizados para manter o tônus muscular. E fazer todas as sessões de massagens corporais e drenagens linfáticas, indicadas pelo profissional que devem ser rigorosamente seguidas.

Confira outros Serviços

Cirurgias Plásticas

Cirurgias Reconstrutoras

Procedimentos Estéticos